Posts Tagged ‘ Energia Termonuclear ’

Angra 2 vaza! Estamos seguros?

Angra 2 vaza radiação enquanto Angra 3 teve sua Licença de Instalação aprovada. Estamos seguros?

O vazamento de Angra 2 foi falha humana e não causou maiores prejuizos às vidas dos trabalhadores e ao meio ambiente, mas a história poderia ser outra…
A segurança nos prédios de Angra 1 e 2 são muito boas, porém falhas humanas podem comprometer esta segurança.
Todos os protocolos de segurança (padrões de operação para que não ocorram falhas) são feitos com base em acordos internacionais, a Eletronuclear é signatária destes acordos e sua operação é muito rigida e segue normas internacionais, mas como depende da operação humana, podem sofrer falhas por erros de procedimento cometido até por homens muito bem treinados, o que deve ter ocorrido neste vazamento de Angra 2.
Além das operações das Usinas Termoelétricas movidas a energia núclear, que são seguras, temos o transporte e armazenamento do resíduo atômico radioativo e estas operações não são nada seguras.
Até hoje o Brasil não sabe o que fazer com seus resíduos contaminados com radiação, não só das Usinas 1 e 2 mas dos hospitais, dentistas e outros serviços que utilizam este tipo de materiais, o acidende com o cézio 137 em Goiãnia, esta guardado provisóriamente até que se defina qual a destinação será dada.
Portanto o maior problema que temos que enfrentar é em relação ao Lixo Radioativo.
Mesmo sabendo destes problemas o governo Federal, através do IBAMA concedeu a LI (Licença de Instalação) para que Angra 3 possa ser construida. Falta ainda a LO (Licença de Operação) para que ela possa funcionar. Esperamos que até lá esta situação seja resolvida.
Teremos em breve 3 Usinas Nucleares em funcionamento no país e com uma previsão de mais usinas serem instaladas em diversas partes do Brasil, e, apesar de que para acontecerem acidentes de grandes proporções, as sequencias de erros humanos deverão ser muitas e concomitantes com falhas em equipamentos,  mas como diz o dito popular “errar é humano”, portanto, não estamos seguros.
Devemos reavaliar o programa nuclear brasileiro, de forma a que até que a questão lixo atomico não seja resolvida não tenhamos mais nenhuma usina nuclear.
Beto Francine
Ambientalista
Conselheiro do CONAMA